Buscar
  • Equipe Malamanhadas

Novo êxtase


Naquela tarde ela já ansiava novo êxtase...


Suportaria tudo?...


Debaixo daquele prazer feérico ela era igual a uma corça

com sua voz perdida e o seu ventre cheio de estrelas.


O caminho chegava quase à porta de um novo começo...


Na atmosfera escura...

o milagre atingia o impossível

e se perdia em palavras...


Impulsiva ela aprendia enfim a dor de existir...

a dor de existir mulher...

perfidamente...



20 visualizações