Buscar
  • Malamanhadas Podcast

Ventos

Mergulhar e voar no universo das duas dimensões.

Espírito livre e feminino que anseia por brandura e pureza. Costas que ardem fervilhando como caldeirão de uma guerreira. De asas que não temem o infinito eterno. Mensageira.

A cor do meu último sossego

Passos delicados e tão convictos

Determinados a voar.

Você vem comigo?

Uma mulher disposta

a brincar com as cicatrizes

envolvidas num lenço de cigana.

Vamos fazer um acordo?

Solte-se como ventania

em meio ao furacão.

Eu não tenho medo

de tempestades.

Sou o vulcão e

meu sangue é larva

e o acalanto é redemoinho

no mar.

Vamos causar tempestades?

Leia e escreva mulheres, e sentirás.




22 visualizações