Buscar
  • Malamanhadas Podcast

Top 5: Episódios sobre Visibilidade Lésbica

O podcast ainda é um rolê muito ocupado por homens brancos. Isso não é invenção militante, são fatos. Principalmente aqui no Brasil. É tão bom quando se é encontrado conteúdos produzidos e com temáticas fora desse eixo padrão. Graças a deusa já existem muitos podcasts que são apresentados por mulheres, seja com a temática feminista ou não.


Mas hoje, no dia da visibilidade lésbica, o assunto é sobre elas, as maravilhosas que representam a letra L da sigla LGBTQIA+. Este post parte de uma pesquisa pessoal após escutar uma lista de quase 15 episódios voltados para a temática. Depois de escutados e selecionados, eis aqui a listinha de cinco episódios que falam muito bem sobre a visibilidade lésbica e de suas pautas.


Neste episódio as duas host Nayara Lopes e Thaís Steimbach convidaram cinco mulheres lésbicas para falarem das mais diversas pautas do movimento e também de suas experiências. É muito divertido, porque há uma dinâmica muito grande. Mesmo com muita gente, há uma diversidade vivências e diferenças de personalidades em pautas em comum.


Este podcast é novíssimo. O primeiro episódio é do final de julho. É um podcast feito por lésbicas e para lésbicas. Até o momento três episódios. A escolha do segundo episódio para essa lista é pela originalidade da temática que é inclusive bastante comum de ser discutida nas mesas de bares por aí.


O Conexão Feminista é conhecido pelo seu modo de produção. Os episódios do podcast são feitos a partir dos hangouts transmitidos ao vivo no canal de youtube que leva o nome do podcast. Neste episódio, somente quem participar é a host Heloisa Righetto que conversa com o casal Fabia e Gabi que moram em Barcelona e fazem o blog e canal Estrangeira. Na conversa elas contam um pouco de suas histórias e da perspectiva quanto mulheres lésbicas que viajam.


O Más Feministas Podcast agora tem uma categoria voltada para leituras em parceria com a Companhia das Letras. Para este mês da visibilidade lésbica, elas conversaram sobre o livro Controle de Natalia Borges Polesso, que é escritora lésbica e foi a vencedora do prêmio Jabuti pelo livro de contos Amora. O livro Controle é o primeiro livro estilo romance de Natalia.

O podcast Lugar de Mulher foi um achado. É feito por três amigas que são historiadoras e pesquisadoras. Para este episódio participaram somente duas delas (inclusive, uma é lésbica) e a convidada foi Letícia Reis, que é graduanda em História na UFMG e que fala na perspectiva de mulher negra lésbica. O episódio fala de diversos temas que vão além da pauta lésbica, mas que casam muito com a temática, como hierarquia de opressão, discurso e violência do opressor, entre outros.


O Programa do Coletivo Freeda faz parte do Rádio Graviola, que é uma web rádio que contém vários projetos, incluindo este coletivo. Este episódio, assim como os outros poucos que sairam, já que é novo, é um achado. São mulheres Djs que intercalam um tema com músicas relacionadas a este tema. Não é de fato um podcast, está mais classificado para web rádio, apesar de que o último lançado foi nomeado como podcast. Mas voltando ao episódio da visibilidade, as duas host são lésbicas e conversam sobre os temas do movimento e convidaram duas djs que também fazem parte do coletivo para montar a setlist voltada ao tema.


Menções honrosas: Maternidade Lésbica (Família Feminista), #43 Lésbicas Futuristas (DataMusic Podcast), #006 Lésbica não é fetiche (Fora do Meio) e L de quê? (Todas as Letras Podcast). Este último inclusive quase fica dentro do top5, mas foram priorizados podcast apresentados por mulheres ou mulheres lésbicas. Mas vale muito escutar, foram minutos e horas de muito crescimento.



Texto escrito por Ananda Omati.

29 visualizações