Buscar
  • Malamanhadas Podcast

Reconhecendo a dor para chegar na cura

tudo que eu sempre quis foi que alguém me pegasse no colo, beijasse meu cabelo e dissesse que vai ficar tudo bem. tenho enfrentado uma selva e matado mais de 100 leões nos últimos tempos e parece que tudo dói.


você já se sentiu assim?


a minha costela dói, as coxas e as costas. não quero ficar reclamando da vida mas às vezes a gente precisa parar pra sentir a dor. reconhecer. dizer: eu não tô pronta pra sentir tudo agora então vou aceitar só um pouquinho. tenho aprendido na terapia isso, aceitar a vontade de chorar. falei pra ela que de vez em quando não sabia o porque e a resposta foi que o meu corpo sabia. ele sabe o que aconteceu com ele, mesmo que a memória me engane ou me proteja. faz sentido?


todo mundo quer superar, atravessar a ponte e comemorar do outro lado. a glória de ter sobrevivido. o durante é que não é comentado, quando você tá com medo, assustado e magoado demais pra conseguir pensar no depois. na cura. no alívio no peito que chega depois de tanta agoniação.


E que pode passar meses ou anos mas acontece. vai parando de doer e a ferida fica com aquela casquinha que de vez em quando a gente mexe por impulso mas depois sara.


o tempo é doido. e cada um tem o seu. lembra disso.



Texto escrito por Camila Hilário.

0 visualização