Buscar
  • Malamanhadas Podcast

A era dos filtros

Atualizado: 1 de Ago de 2019

Vivemos cercadas de filtros. Quem nunca deixou de postar uma foto nas redes sociais por um mínimo detalhe ou quem nunca passou horas e horas editando para depois decidir se a foto merecia aparecer no feed? Apesar de parecer normal, essas práticas comuns não passam de pressões sociais que refletem negativamente na nossa vida.


Na internet usamos filtros para mascarar a verdade. Mudamos nossa aparência, nossa personalidade, nosso estilo e nossa atitude para nos sentirmos melhores ou mostrar sermos quem não somos. Somos cobradas e comparadas por um filtro padrão de corpo, de beleza e de pensamento. E isso é doentio. Mas eu sei disso, e você também sabe. O problema é que nós não fazemos nada para mudar a nossa própria realidade.


Para completar, somos massacradas pelo filtro da vida perfeita. Para ser feliz você precisa ter um diploma, um emprego, uma família, um pet e um amor. E mesmo que você tenha tudo isso, se não expor nas redes sociais ainda vai ser julgado pelo mesmo filtro. Mas até quando teremos que nos encaixar nos filtros alheios da representação de felicidade? Será que isso realmente significa felicidade?


E se usássemos filtros na vida real? E se tudo isso conseguisse trazer algum efeito positivo? A vida não precisa ser padrão e cheia de regras. Você não precisa provar a sua felicidade para ninguém. Use o seu filtro para mudar os filtros impostos sobre você. Vá em frente e seja feliz no seu critério de felicidade.


Fuja do filtro que te impõe permanecer no trabalho que você odeia. Fuja do filtro que te empurra pra baixo e te impede de evoluir. Fuja da amizade que não te valoriza. Fuja do relacionamento que te oprime. Fuja da família que não te acolhe.

Não deixe a sua felicidade em mãos alheias.

Texto escrito por Lara Silva.

107 visualizações1 comentário
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Twitter Ícone
  • Branco RSS Icon
  • Branca Ícone Spotify

© 2018 por Malamanhadas.

Somos um podcast independente que para continuar no ar, amplificando nossas vozes e levantando debates, precisamos da sua contribuição.